Como saber o momento da sua base de contatos?

/, Dicas e truques/Como saber o momento da sua base de contatos?

Como saber o momento da sua base de contatos?

Geralmente, quem começa a enviar e-mails têm o costume de achar que é só importar a base de contatos, criar um e-mail e realizar o disparo que está tudo certo, mas se engana por pensar assim, porque trabalhar com e-mail marketing requer uma sequência de boas práticas, inclusive conhecer a própria lista de e-mails. 

Aqui na @MediaPost, por exemplo, entendemos que cada cliente faz parte de uma etapa do termômetro (como é chamado) da base de contatos, ou seja, tem a sua fase de limpeza, aquecimento e relacionamento que hoje vou apresentá-los para você.

Conheça as três etapas da base de contatos

LIMPEZA

Nesta fase, se você enviar e-mails sem realizar uma validação da sua base de contatos, pode até ser que consiga fazer alguma venda, mas a chance é de 10% para isso acontecer. Sem contar que quando uma lista não é válida e vários e-mails são disparados por ela, para os provedores de e-mails, sua reputação é vista de maneira negativa e isso faz com que você acabe tendo baixa conversão, muitos e-mails devolvidos e spams.

Por esta razão é importante realizar a checagem e receber a separação dos contatos bons e ruins, embora vale ressaltar que é neste momento que podem ocorrer muitos hard bounces e/ou soft bounces – que vão impactar diretamente suas taxas de aberturas e cliques – por causa da higienização que foi feita.

  • Hard Bounce: erros permanentes caracterizados por e-mails que não existem ou domínio que está errado, por exemplo: barbara@hotmial.com ou @gmial.com.
  • Soft Bounce: erros temporários que ocorrem na entrega do e-mail, devido aos problemas de caixa postal cheia, mensagem extensa, servidor temporariamente indisponível ou bloqueio por Spam.
  • redução na taxa de email devolvido;
  • impedimento de disparos para e-mails inexistentes;
  • validação em tempo flash de 2 e-mails por segundo.
 


AQUECIMENTO

Aqui, a chance de vendas é de 50%. Você conhece a sua base de contatos e o seu cliente sabe quem você é, entretanto, ainda falta trabalhar melhor o posicionamento da sua marca para que eles fidelizem e sintam-se estimulados a comprar.

Nutrir seus clientes com conteúdos relevantes é uma boa maneira de conseguir fidelizá-los, uma vez que ao fornecer materiais ricos, você estará ajudando-os a solucionar algum problema. Além do mais, divulgar seus cases de sucesso e os diferenciais da sua marca ou do seu produto fazem toda a diferença no momento de decisão de compra do cliente.

Mas de que jeito é possível aquecer esses contatos? Quando se trata de e-mail marketing devemos nos ater ao público que vamos falar e no conteúdo que enviaremos a ele. Aquecer a base de contatos significa trabalhar uma segmentação focada no engajamento, ou seja, nas aberturas dos seus e-mails, além da oferta de bons assuntos que serão a porta de entrada de uma possível venda.

Para conseguir aquecer seus contatos veja aqui uma forma assertiva de criar conteúdos para as personas certas. Outra sugestão é pensar em bons assuntos para gerar mais aberturas e cliques, para isso aprenda a escrever bons assuntos!

Lembre-se, ao praticar o momento de aquecimento da base de contatos corretamente, as chances de sua marca se tornar reconhecida no mercado são grandes, por isso não desperdice a oportunidade, ok?

RELACIONAMENTO

Sabe quando o relacionamento está passando pela melhor fase da vida? Então, quem está na etapa do relacionamento tem 100% de chance de vender, porque além de ter uma boa base de contatos, os clientes interagem com as mensagens e, embora, talvez não tenha tido uma venda, é uma questão de tempo para acontecer.

Para gerar venda, você pode trabalhar com as seguintes ferramentas:

  • Outbound marketing

Tem o intuito de trazer clientes à empresa de maneira ativa, ou seja, jogar a rede para que ele venha até você. Então você pode utilizar essas estratégias: mala direta, divulgação do seu produto/serviço em flyers e links patrocinados, por exemplos: Google Adwords.

  • Inbound marketing

O objetivo é atrair e fidelizar clientes por meio do interesse que despertamos neles ao oferecer conteúdo relevante em artigos ou e-books.

  • Régua de relacionamento

É basicamente o conjunto de ações que vai desde o processo de marketing até a etapa de retenção do cliente. Nela utiliza-se muito o retargeting, conteúdo rico, pesquisa de satisfação (NPS), campanha com a data de aniversário de vida do cliente ou dele na empresa, como também conforme a última data de compra ou abertura do e-mail.

  • Upselling

Tática que induz o consumidor obter um produto de alto valor, porém com mais recursos e qualidade. Por exemplo: você vende um celular e utiliza estratégias de upselling oferecendo o mesmo celular, mas além dele, apresenta outros modelos mais refinados e com acabamentos diferentes, com uma memória mais potente e um leitor digital.

  • Cross selling

Técnica que estimula o cliente a concluir a compra inicial levando produtos complementares. Se você tiver um e-commerce é uma boa forma de trabalhar a venda de seus produtos. Normalmente vemos esta tática quando compramos um produto e aparecem sugestões do tipo: “quem comprou esse, também viu este.”, por exemplo.

Acredito que com as dicas dadas em cada etapa, fora estas 5 sugestões de estratégias para utilizar na fase de relacionamento, você conseguirá fazer boas campanhas. Mas antes, você precisa verificar a temperatura de sua base de contatos para saber qual caminho seguir.

Se houver dúvidas, pode colocar nos comentários.

Um abraço,

Sobre o Autor:

Sou publicitária e atualmente trabalho com marketing de conteúdo para e-mail marketing. Amo escrever e ler é um dos meus hobbies favoritos. ♥

Deixar Um Comentário

Atendimento online