Descubra 6 estratégias para melhorar o seu ecommerce benchmark email marketing!

Abrir ou jogar na lixeira? Desenvolver um relacionamento com o remetente ou classificá-lo como spam? Cancelar o recebimento ou executar a ação sugerida? Essas são algumas opções que o consumidor tem quando encontra sua mensagem na caixa de correio eletrônico.

Quer saber como obter todas as respostas positivas desta lista? Então, acompanhe nosso post e descubra 6 estratégias para melhorar seu e-commerce benchmark email marketing!

Por que melhorar seu e-commerce benchmark e-mail marketing?

Ao investir em qualquer iniciativa, toda empresa espera obter algum tipo de retorno. Por isso, não basta elaborar uma estratégia de marketing, seja ela online ou off-line: é preciso monitorá-la por meio de indicadores.

O papel dessas estatísticas é ajudá-lo a avaliar o que está funcionando, o que não está gerando o resultado esperado e o que pode ser melhorado. Isso torna possível ajustar as campanhas, tornando-as cada vez mais efetivas e, consequentemente, lucrativas.

Quando tais estatísticas são analisadas — ou seja: estuda-se o benchmark do e-mail marketing —, é possível implementar melhorias e otimizar as ações referentes a essa estratégia.

O resultado vai aparecer em uma maior taxa de abertura de e-mails, CT (click-through), CTO (click to open) e conversão. Também será possível diminuir a taxa de unsubscribe e aumentar a de entregas.

Portanto, apesar de o e-mail marketing ser totalmente efetivo e produzir as maiores taxas de conversão vistas no mercado, não há mágica. O segredo é implementar, analisar e aperfeiçoar continuamente para otimizar resultados e gerar lucro.

Como aprimorar suas campanhas?

Tão importante quanto conhecer as estatísticas que revelam o sucesso de seu e-mail marketing é saber como melhorá-las. A seguir, selecionamos as estratégias mais eficazes para garantir o sucesso de suas campanhas.

1. Produza conteúdo relevante

Além de sua empresa, é provável que seu lead seja abordado por muitas outras diariamente. E a maioria das pessoas torna-se seletiva diante desse bombardeio: elas abrem apenas os e-mails que consideram relevantes. Portanto, é fundamental oferecer um conteúdo realmente útil ao lead. Ele precisa, ao identificar seu remetente, associar esse nome a outras informações relevantes que tenha recebido no passado.

O primeiro passo para isso é conhecer o perfil de seu público-alvo, além de suas necessidades e expectativas. A partir deste ponto, é possível criar um conteúdo capaz de tirar suas dúvidas e apontar soluções para os problemas apresentados.

Ainda que sua campanha de e-mail marketing seja voltada apenas para a divulgação de produtos, é possível que ela tenha relevância. Para tanto, é importante segmentar devidamente sua base de contatos, garantindo que cada usuário receba apenas propostas compatíveis com seus interesses.

2. Teste a frequência ideal para o envio

O ideal é não pecar por falta e nem por excesso. Quando o lead tem a caixa de e-mail abarrotada com suas mensagens, a tendência é que ele cancele imediatamente o recebimento. Mas nem por isso a empresa deve tornar suas mensagens tão esporádicas a ponto de o usuário se esquecer dela ou chegar à conclusão de que, se viveu tanto tempo sem seus e-mails, eles são desnecessários.

Não existe uma quantidade padrão de mensagens — é preciso adequar a gestão de envios à demanda de seu público-alvo. E é por isso que insistimos tanto no fato de que é fundamental debruçar-se sobre as estatísticas, identificando o comportamento e a preferência de seus leads.

3. Personalize sua comunicação

Se sua mensagem chegou à caixa de correio de uma pessoa, por que tratá-la de forma impessoal e perder essa oportunidade de conexão? É importante que, ao receber o seu e-mail, o José, a Maria, o Vicente ou qualquer outro destinatário sinta que a marca está falando diretamente com ele, e não com uma massa uniforme.

Essa combinação entre o tratamento pessoal e a oferta de conteúdo de acordo com seus interesses cria um relacionamento com a empresa. O cliente sente que o negócio sabe como atender às suas necessidades e torna-se mais aberto às suas abordagens.

4. Use a criatividade para fisgar o lead

Mesmo que o consumidor não tenha a intenção de abrir o e-mail, existe uma parte da mensagem que será vista inevitavelmente: a linha do assunto. Por isso, ela deve conter uma frase instigante, que desperte a curiosidade.

Essa abordagem criativa, que deixa o consumidor curioso, pode aumentar sua taxa de abertura e, mais do que isso, incrementar suas conversões.

Só não se esqueça de que, além de um título criativo, o conteúdo do e-mail também precisa ser imperdível. Desta forma, a empresa evita que o lead se decepcione com a mensagem ou se torne menos sensível a esse tipo de apelo da próxima vez.

5. Descubra o momento certo para enviar e-mails

Os números que, dependendo do horário em que suas publicações forem feitas em redes sociais ou que seus e-mails forem enviados, há chances maiores de eles serem ignorados ou lidos. O grande problema é que tais números variam não só de acordo com o meio utilizado, mas também conforme as características do fornecedor (e, principalmente, o perfil de seu público-alvo).

Portanto, mais uma vez: não existem fórmulas prontas. O segredo é debruçar-se sobre os relatórios, identificando qual é a opção mais efetiva para atingir seu público (ou até mesmo grupos diferentes dentro dessa base) e tomar decisões estratégicas.

O que funciona muito bem para um negócio pode gerar um péssimo retorno em outro segmento. Por isso, é muito importante contar com especialistas que façam esta análise de forma precisa, ajudando-o a ajustar sua estratégia e a torná-la mais eficaz.

6. Mantenha um tom de conversa

Uma das principais funções do e-mail marketing é nutrir o relacionamento com sua base de contatos. Portanto, ele não pode ser chato e entediante. A linguagem precisa ser adequada a seu público, mas deve ter certo tom de proximidade. Tão importante quanto personalizar a mensagem e tratar o leitor pelo nome é trazer as informações de maneira menos formal, como se fosse um amigo dando uma dica valiosa.

O layout e a mensagem precisam ser claros e diretos. O template deve despertar as emoções desejadas em seu lead, mas usar o mínimo de texto necessário para cumprir seu objetivo. Assim, ele será mais agradável visualmente e permitirá uma assimilação rápida das informações.

Essas são algumas das estratégias mais efetivas para melhorar o e-commerce benchmark e-mail marketing. No entanto, vale a pena destacar (mais uma vez) que um time de experts pode ajudá-lo a implementar mudanças capazes de garantir um melhor retorno às suas campanhas.

Gostou de nossas dicas? Já usa esses indicadores para adaptar suas campanhas e obter resultados melhores? Quer aprender mais sobre o assunto e receber conteúdos imperdíveis diretamente em seu e-mail? Então, assine nossa newsletter agora mesmo!

Avalie este artigo:
Descubra 6 estratégias para melhorar o seu ecommerce benchmark email marketing!
5 (100%) 2 votos

ATUALIZAÇÕES GRÁTIS

Cadastre-se abaixo para receber no seu e-mail artigos legais como este!

Gostou? Compartilhe:

Deixe seu comentário!

Atendimento online