Confira 7 estratégias para criar Conteúdo Relevante de E-mail Marketing

//Confira 7 estratégias para criar Conteúdo Relevante de E-mail Marketing

Confira 7 estratégias para criar Conteúdo Relevante de E-mail Marketing

Criar conteúdo relevante para e-mail marketing, pensando no canal como ferramenta de vendas é extremamente importante para a estratégia de marketing digital, afinal, esse é um dos recursos mais eficientes para nutrir e trabalhar uma lista de e-mails rumo a conversões. A entrega de conteúdos relevantes para a sua lista traz para sua empresa autoridade e conquista a empatia dos clientes.

Descubra os segredos de copywriting para email marketing

Conheça agora 7 estratégias para criar conteúdo relevante para o seu e-mail marketing.

1- Produza conteúdo direcionado

Ao criar um e-mail, certifique-se de que aquele conteúdo terá utilidade para a pessoa que irá recebê-lo, e que após a leitura, esse cliente irá se sentir amparado em alguma coisa. Por exemplo: Imagine que seu cliente goste de viajar. Enviar para ele uma lista com recomendações de viagens que você já fez e gostou é um conteúdo relevante para ele, pois pode orientá-lo a escolher seu próximo destino.

2- Ofereça materiais gratuitos com conteúdo relevante para seu público

Uma ótima forma de criar conteúdo relevante é oferecer produtos ou serviços gratuitos. Além de despertar um maior interesse da sua lista, é uma excelente forma de gerar mais autoridade. Outra vantagem dessa estratégia é trabalhar esses materiais gratuitos como uma “degustação” da sua empresa. Por exemplo: Se sua empresa possui cases de sucesso, você pode criar um e-book desses cases e enviar gratuitamente para sua lista. Além de passar credibilidade, os clientes entenderão mais sobre o que você faz.


3- Tenha atenção à periodicidade de disparo dos e-mails

A periodicidade de envio de e-mails marketing deve respeitar os objetivos da estratégia e também o interesse dos clientes. E-mails disparados com alta frequência podem incomodar seu contato e em muitos casos ele pode se descadastrar da sua base (opt-out). Por outro lado, e-mails disparados sem periodicidade, com baixa frequência, geram baixo engajamento.

Não existe um número exato que determine o melhor período de disparo de e-mails marketing, esse número varia de lista para lista e de acordo com a estratégia trabalhada. Por essa razão acompanhe sempre suas métricas para encontrar a melhor periodicidade de disparo dos seus e-mails.

4- Escreva de acordo com a linguagem da sua audiência

Um conteúdo relevante pode ser ignorado pelo seu cliente caso ele tenha dificuldade de entender o que você fala. Por essa razão, ao redigir um e-mail, certifique-se de alinhar a linguagem escrita com a linguagem que seu cliente entenda. Fazer isso é vital tanto para cativar sua lista quanto para fidelizar clientes dela. Um exemplo seria uma empresa que atenda multinacionais. A maioria dos e-mails é direcionada para gerentes e diretores, logo, é adequado usar um tom mais formal.

LEIA MAIS: Guia Infalível com Técnicas de Copywriting 

5- Trabalhe links para melhorar a mensuração de interesses

A utilização de links nos textos de seus e-mails é fundamental para a melhoria de tráfego e conversão. Além disso, utilizando este recurso você será capaz de mensurar interesses da sua audiência e melhorar cada vez mais seus conteúdos.

Essa melhoria na mensuração de interesses contribui também nas taxas de conversão da sua lista. Links em imagens e textos permitem que o seu cliente acesse de melhor forma uma oferta, conteúdo adicional ou até mesmo o seu website.

Por que validar a base de contato

6- Trabalhe a escaneabilidade do texto

Blocos de textos muito grandes, falta de recursos visuais e textos muito extensos tendem a dificultar a leitura do seu cliente. Dessa forma, ele pode se “cansar do conteúdo”. Procure não criar parágrafos muito grandes (acima de 3 linhas), destaque trechos importantes em negrito e, quando precisar explicar mais detalhadamente algum assunto, utilize “tópicos”.

7- Utilize Chamadas à ação

“Call-to-action” é uma expressão em inglês que significa “chamada para ação”. Resumidamente, é um recurso que tem o objetivo de convidar o usuário a executar determinada ação. Utilizar CTA em seus e-mails pode ser interessante para mensurar o interesse de seus clientes em seus conteúdos e ofertas.

Um exemplo de call-to-action seria terminar o e-mail convidando o cliente a clicar no “link abaixo” para baixar um e-book gratuito. Utilize esse conteúdo para melhorar a performance de seus e-mails e encantar cada vez mais clientes. Agora, que tal deixar um comentário no nosso post com suas dúvidas e sugestões? Ficaremos felizes em poder ajudar você ainda mais.


2019-09-02T16:40:53+00:00By |Estratégia|0 Comentários

Sobre o Autor:

CEO da @MediaPost, especialista em relacionamento por e-mail e Growth Marketing, com trajetória rica no segmento de serviços e gestão de equipes de alta performance.

Deixar Um Comentário

Atendimento online