Como diminuir o impacto da LGPD em suas campanhas de e-mail marketing

//Como diminuir o impacto da LGPD em suas campanhas de e-mail marketing

Como diminuir o impacto da LGPD em suas campanhas de e-mail marketing

Está prestes a ocorrer uma grande transformação no marketing brasileiro, o impacto da LGPD será tão grande que obrigará muitas empresas a mudarem a maneira como se comunicam, a partir de 2020.

Se você não sabe o que é LGPD ou quer saber como ter o menor impacto possível em suas campanhas de e-mail marketing, você está no lugar certo.

Eu separei as principais informações e dicas de como se preparar para essa grande mudança, confira:

O que é a LGPD?

A LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais – nº 13.709/2018) foi inspirada no GDPR (Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados – nº 2016/679), é uma lei adotada pela União Europeia em maio de 2018 que causou um grande impacto em muitas empresas.

Segundo a IAPP (International Association of Privacy Professionals), em um ano de GDPR foram notificadas 89.271 violações de dados, gerando uma renda de € 56 milhões em multas.

A Lei Geral de Proteção de Dados entrará em vigor no Brasil a partir de agosto de 2020, as empresas que não seguirem as normas poderão ser multadas em até R$ 50 milhões.

Seu objetivo é muito simples: regulamentar todas as instituições que atuam no Brasil ou que se valem de dados que foram colhidos no país a utilizarem as informações pessoais de seus bancos de dados de forma adequada.

A Lei traz algumas exigências, como: garantir a total privacidade das informações, assegurar a proteção dos dados, notificar o usuário de forma clara a finalidade de colher tais informações, dar legitimidade ao fornecedor dos dados, entre muitos outros.

O impacto da LGPD nas campanhas de e-mail marketing

A tendência é que as empresas diminuam, significativamente, o número contatos da sua base, entretanto, suas bases de contatos estarão cada vez mais qualificadas, melhorando o relacionamento com seus clientes.

Segundo um estudo da Return Path, após a implementação da GDPR na Europa, houve um aumento médio de 3,7% na entregabilidade dos e-mails e uma diminuição no churn médio de 0,57% nas empresas.

Esses percentuais comprovam que além de ser transparente com o público, a norma estimula as empresas a melhorarem seus resultados por estarem se comunicando com quem realmente tem interesse pelo seu negócio.

Veja 5 passos para você preparar suas campanhas de e-mail marketing de acordo com a LGPD

1- Conheça sua base de contatos

Não é novidade que para ter sucesso no e-mail marketing é essencial que você tenha um amplo conhecimento da sua base de contatos, e com a implementação da LGPD isso se torna uma prática indispensável.

Caso você ainda não tenha total conhecimento da sua base de contatos, o ideal é retirar as pessoas que você não conhece da sua lista de contatos ou perguntar se desejam continuar participando, mas não se esqueça de deixar claro qual é a finalidade em mantê-los em sua base.

Caso opte por manter o contato sem saber a origem, cuidado! Você estará violando uma das normas da LGPD.

2- Armazenamento de dados

A maneira que você organiza seus dados também precisará ser revista, já que o usuário poderá solicitar a edição ou remoção de suas informações quando quiser.

Isso significa que você precisa estar organizado o suficiente para localizar todas as informações e realizar as alterações caso necessário.

3- Nova maneira de captação de contatos 

Outro grande impacto da LGPD em suas campanhas de e-mail marketing é a nova maneira de captação de contatos. 

Por exemplo:

Se um formulário de cadastro promete enviar newsletters, a empresa só poderá utilizar essas informações exclusivamente para o envio de newsletter; caso seja enviado outro tipo de conteúdo e/ou aqueles dados tenham outros fins, sua empresa estará sujeita a punições.

É recomendado que você solicite apenas dados relevantes para sua estratégia e diminua a quantidade de campos do formulário, o que minimizará, também, o esforço para o usuário se cadastrar.

Afinal, qual é o sentido de pedir o número de telefone para um contato que só autorizou receber newsletter?

4- Garanta a segurança das informações

Limite o número de funcionários com acesso à sua base de contatos para que não haja nenhum risco de vazamento e/ou utilização inadequada das informações.

Também é recomendado que você possua algum software que localize os funcionários que consultaram sua base de contatos para ter maior controle.

5- Vendas por e-mail marketing

Eu já citei diversas vezes que o contato deve ter conhecimento do motivo de estar participando da sua base de dados, mas vale enfatizar mais uma vez.

Só é permitido ofertar produtos em suas campanhas de e-mail marketing para contatos que autorizem receber esse tipo de abordagem.

Caso eles ainda não tenham permitido o envio desse tipo de conteúdo e você queira criar estratégias de vendas, solicite a permissão o quanto antes.

E aí, pronto para as mudanças? Se tiver alguma dúvida, deixe aqui no campo de comentários que eu te ajudo o quanto antes!

2019-12-23T16:08:24-03:00By |Dicas e truques|2 Comentários

Sobre o Autor:

Estudante de Publicidade e Propaganda e estagiário de marketing, integra o time de B.I em Sucesso do Cliente e é produtor de conteúdo para e-mail.

2 Comments

  1. Daiane 13 de outubro de 2020 em 11:04 - Responder

    É necessário eu pedir permissão ao titulo para ter o email dele cadastrado na minha lista de markething? e de que forma posso fazer essa solicitação? tem q ser em escrito?

    • Andre Diniz 1 de dezembro de 2020 em 16:29 - Responder

      Oi Daiane, tudo bem?

      Uma das bases legais da LGPD é o consentimento, ou seja o titular do e-mail autoriza o uso dos dados para campanhas de marketing.

      Neste caso você precisa inserir nos pontos de coleta dos seus e-mails um campo onde o contato pode marcar autorizando o envio de mensagens.

      Em geral a grande maioria da ferramentas de geração de formulários e landing pages já vem com esse campo pré configurado.

      Você precisa também inserir nestes locais as políticas de privacidade e termos de uso. Não esqueça de informar nas políticas de privacidade o que será feito com os dados do contato. OK?

      O ideal é verificar com uma consultoria especializada em LGPD, pois, eles poderão lhe indicar quais os melhores caminhos e bases legais se enquadram em sua empresa.

      Um abraço,

Deixar Um Comentário

Atendimento online