O Big Data pode ser aplicado à uma estratégia de e-mail marketing?

Felippe Bento Dicas e truques

Já imaginou a possibilidade de adivinhar o que o seu lead deseja para oferecer exatamente o que ele quer? Talvez isso ainda não seja possível dessa maneira, mas não podemos negar que o Big Data está caminhando nesse sentido. O cruzamento e a análise de um volume imenso de dados pode dar às empresas uma visão cada vez mais precisa dos consumidores e de seu comportamento.

Quer saber como todo esse conhecimento pode ser aplicado a uma estratégia de e-mail marketing? Então, continue a leitura. Falaremos sobre como os insights do Big Data prometem revolucionar a abordagem aos seus clientes nos próximos anos e como sua empresa pode se beneficiar com essa tendência.

O que é Big Data e como funciona?

Big Data é a tecnologia que usa softwares de alto desempenho. Eles são capazes de coletar dados do ambiente interno e externo do negócio e de cruzar informações, realizando a devida interpretação e análise.

Esse tipo de ferramenta extrai dados de várias fontes:

  • informações pessoais: conteúdo postado em redes sociais e dados sobre ligações para celulares, respostas a anúncios virtuais e em plataformas mobile, por exemplo;
  • informações empresariais: relatórios internos da empresa (produção, estoque, vendas, lucratividade), que constam em seus bancos de dados ou softwares de planejamento;
  • informações gerais: dados sobre o cenário econômico, mercadológico e político, extraídos de estatísticas e notícias veiculadas.

Como resultado do cruzamento de informações, os softwares apontam tendências e comportamentos do mercado, mostrando oportunidades que as empresas podem aproveitar.

Quais são os principais benefícios do Big Data?

Muitas empresas já estão desfrutando das vantagens do Big Data. Elas têm utilizado as análises feitas pelos software para identificar tendências de mercado. Assim, decidem que tipo de produtos vão fabricar de acordo com as preferências dos compradores, sem precisar “adivinhar” o que eles desejam consumir.

O Big Data também ajuda a empresa a prever o cenário econômico e mercadológico. Portanto, se ela planeja fazer algum tipo de investimento, a ferramenta auxilia a avaliar se ele trará o retorno desejado e se esse é realmente o melhor momento para fazer essa aposta.

Outra vantagem é o conhecimento cada vez mais preciso do comportamento do consumidor. O Big Data consegue coletar as reações das pessoas aos mais variados temas, cruzá-las e traçar o perfil exato do público-alvo de um negócio. Dessa forma, ele possibilita a criação de ações de marketing certeiras, otimizando o investimento em propaganda.

Como o Big Data pode impactar no e-mail marketing?

O Big Data está conquistando cada vez mais espaço nas organizações. Hoje, ele é visto como um aliado importante para a tomada de decisão, principalmente no que se refere à análise do comportamento do mercado. No entanto, seu uso no e-mail marketing ainda não é comum, talvez porque muitos não tenham entendido a relevância dessa tecnologia para a estratégia.

Isso significa que essa é uma oportunidade incrível. Como poucas empresas estão usando o Big Data para potencializar o sucesso de suas campanhas, quem apostar nesse recurso estabelecerá um diferencial competitivo muito significativo. Saiba quais são as vantagens de utilizá-lo.

Está gostando? Cadastre-se para receber mais postagens legais como esta!
Receba por e-mail atualizações do blog, novidades e ofertas.

Como o Big Data pode potencializar o e-mail marketing?

Mas de que forma todos esses dados podem ser usados para melhorar os resultados do e-mail marketing? Selecionamos alguns benefícios dessa tecnologia para essa estratégia. Confira!

🔍 Melhor conhecimento do público-alvo

Talvez o conhecimento que a sua empresa tem de seu público-alvo seja limitado, baseado apenas em suas interações com o negócio. O Big Data torna a coleta de dados da sua base de contatos mais abrangente, pois consegue rastrear o comportamento dessas pessoas em outros momentos.

Saber o que seu público curte e comenta nas redes sociais, mesmo que não seja sobre a sua empresa, pode ser muito útil para seu e-mail marketing. Isso pode prover insights sobre preocupações e expectativas dos consumidores, bem como temas que podem ser usados para despertar a atenção deles nas suas mensagens.

☢ Segmentação do público

A segmentação do público é um dos principais segredos para o sucesso do marketing, inclusive para as estratégias que utilizam o e-mail. No entanto, muitas vezes esse processo de seleção é feito com base em fatores geográficos ou demográficos, como idade, gênero, localização e faixa de renda.

Essa segmentação pode ser muito mais útil se levar em conta os aspectos comportamentais. Pelo que sua persona realmente se interessa? Que preocupações demonstra no dia a dia? O que influencia suas decisões? Que assuntos despertam sua atenção? Mais uma vez, isso ajuda a empresa a criar a mensagem mais efetiva para atingir em cheio seu público-alvo.

📝 Definição dos conteúdos

O Big Data conseguirá identificar que tipo de conteúdo foi mais envolvente para o lead e, por outro lado, os que foram ignorados pelo consumidor. Trata-se de uma leitura mais profunda sobre o nível de engajamento dos leitores, que poderá indicar que tipo de mensagem é adequada para cada etapa do funil e tornar essa visão ainda mais específica ao analisá-la de acordo com os diferentes segmentos.

🔄 Identificação dos momentos de transição

Um dos grandes desafios do e-mail marketing é detectar quando um lead avançou pelo funil de vendas e está pronto para ser abordado de acordo com os objetivos da próxima etapa. Ao analisar o comportamento de um volume maior de prospects, o Big Data conseguirá mapear a jornada do consumidor de forma mais precisa, indicando os comportamentos que demonstram esse avanço e os gatilhos mais eficientes para promovê-lo.

Como preparar a empresa para usar o Big Data no e-mail marketing?

Como se trata de uma nova possibilidade, utilizar o Big Data para potencializar o resultado do e-mail marketing ainda é um desafio. Até mesmo os desenvolvedores concordam que muitas vezes as empresas não sabem por onde começar.

O primeiro passo, na verdade, é pensar estrategicamente. A empresa precisa identificar quais são as fontes de dados disponíveis e selecionar as que podem trazer insights relevantes para seu negócio. Então, elas devem definir o que pretendem com essas informações.

Qual é o objetivo: segmentar uma campanha com exatidão, aumentando a eficácia das mensagens? Personalizar o conteúdo, atendendo às necessidades específicas de um determinado segmento? Definir a quantidade ideal de e-mails que podem ser enviados para cada grupo sem saturar os leads?

O ideal é começar implementando o Big Data para alcançar progressivamente cada um desses objetivos. Assim, é possível compreender melhor os benefícios que a tecnologia traz medindo os resultados de mudanças aplicadas em cada variável. Aos poucos, é possível ampliar a abrangência e obter todas as vantagens que esse recurso oferece.

Finalmente, o Big Data é uma das possibilidades para tornar as campanhas de e-mail marketing cada vez mais certeiras. Esse tipo de tecnologia ajuda as empresas a não perderem o dinheiro em tentativas frustradas, otimizando os investimentos nessa área e aumentando seus lucros.

Sua empresa já utiliza o Big Data para potencializar seu e-mail marketing? Compartilhe essa experiência nos comentários e conte quais são os resultados dessa iniciativa!

Avalie este artigo:
O Big Data pode ser aplicado à uma estratégia de e-mail marketing?
4 (80%) 1 voto

ATUALIZAÇÕES GRÁTIS

Cadastre-se abaixo para receber no seu e-mail artigos legais como este!

Gostou? Compartilhe:

Os comentários estão fechados.

Atendimento online