Modelos, erros e dicas de como criar uma newsletter no e-mail marketing

Modelos, erros e dicas de como criar uma newsletter no e-mail marketing

As pessoas comumente se referem ao e-mail marketing usando de termos como: mala direta; newsletter; boletim informativo; entre outros menos ou mais conhecidos.

E ai fica a pergunta: existe diferença?

Sim e não. Meio “Caetano Veloso” essa resposta: eu acho que sim; ou não! (risos)

As mensagens são iguais quando falamos do meio por onde são enviadas, afinal, são todas entregues eletronicamente, ou melhor, como e-mails.

Se aproximarmos mais, porém, cada uma delas para uma analise mais crítica veremos que elas possuem OBJETIVOS diferentes umas da outras e é isso que as faz diferentes.

Hoje o meu foco será em newsletter!

Ao buscar rapidamente o significado dessa palavra na internet encontrei o seguinte:

  1. Uma newsletter para funcionários: um reporte escrito, divulgado periodicamente, tipicamente de negócios, empresas, instituições, ou outras organizações, que apresenta informações e notícias para pessoas com interesses específicos nessas instituições ou assuntos;
  2. Uma newsletter “stock-market”: um reporte escrito que analisa diferentes notícias, oferecendo com frequência previsões, tipicamente direcionada a uma audiência específica, como pessoas de negócios ou empresários, empreendedores, e sempre distribuída a pessoas que se inscreveram previamente para receber isso.

Optei por utilizar essas definições, independente da fonte, pois ao confrontá-las com o meu entendimento sobre newsletter no e-mail marketing, percebi que elas se encaixam bem ao perfil das mensagens desse tipo que conseguem atingir os melhores resultados após um envio.

Você sabe que resultado é esse? Fazer com que as pessoas efetivamente leiam o conteúdo produzido e enviado por você através da sua newsletter.

Confira abaixo alguns erros cometidos pelas empresas quando decidem por criar e enviar uma newsletter, além de dicas e alguns exemplos para você começar a enviar a sua com o pé direito:

 

Erros comuns em newsletters

Erros em newsletters

Por ser enviada por e-mail, a newsletter também deve seguir as boas práticas para esse canal. A primeira delas é o principio “de menos ser mais”.

O e-mail funcionará melhor se você for objetivo ao apresentar o seu conteúdo. Ele deve funcionar como isca para captar a atenção do leitor.

Interessada pela mensagem a pessoa poderá clicar no texto que mais lhe atraiu e então finalizar a leitura disso no site, blog ou landing page que foi criada previamente para atender ao seu público.

Mensagens com textos muito longos, além de ficarem pesadas, podendo prejudicar a sua taxa de entrega na caixa de entrada, dificultam que você divulgue mais de uma informação no mesmo e-mail.

A sua newsletter deve funcionar como a primeira página de um jornal, onde você anuncia as principais manchetes e só coloca na íntegra algo que seja realmente muito relevante, dizendo depois onde a pessoa encontrará mais informações. No caso do e-mail, será clicando no botão de ação (CTA) e indo ao site.

Confira dois modelos, sendo um para uma única notícia e outro para algumas:

Modelo 1                                                        Modelo 2

modelo newsletter           modelo template newsletter

(Clique aqui e baixe grátis o modelo 1 ou aqui para baixar o 2)

#Dica 1 – Se for possível personalize o seus e-mails com o nome do destinatário. Isso pode te ajudar a ter um melhor resultado de aberturas, porque a mensagem aparece direcionada para cada usuário. Um exemplo: O que você achou dessa notícia Rogério?

 

Outro erro frequente acontece no fechamento das imagens que serão utilizadas para ilustrar a newsletter. Os arquivos são gerados em CMYK ao invés de em RGB. O principal problema disso é que o padrão de cor CMYC é recomendado para mídia impressa enquanto o padrão RGB é para mídia digital.

CMYC  (Impressa)                                          RGB (Digital)

cmyc                             rgb

As pessoas tentam reproduzir o que foi criado para impressão física dentro de um ambiente digital e o resultado, ao final, pode não ser satisfatório, por isso, fique atento.

#Dica 2 – Faça um envio teste pra você ou para os seus colegas de trabalho, verificando se a arte final ficou agradável para leitura e se todas as imagens estão sendo exibidas corretamente. Isso pode te poupar de alguns constrangimentos após o envio final.

Por último e tão importante quanto os erros anteriores é o tamanho da sua fonte.

Utilize fontes maiores que o tamanho 12. Lembre-se que são muitas as telas utilizadas para que um e-mail seja lido (notebook, tablet, smartphone, computadores, etc.).

Se o seu público tem mais que 40 anos, então você precisa ficar atento a esse detalhe.

Quanto menor a fonte, mais difícil será a leitura do texto e isso impactará e muito no resultado final.

Confira um exemplo comparativo:

Fontes 10 e 9                                       Fontes 12 e 14

modelo news fonte 10                         modelo news fonte 12

(Clique aqui e baixe grátis o modelo)

 #Dica 3 – Utilize na sua ferramenta de e-mail marketing o recurso visualização da mensagem em aplicativos móveis antes de finalizar o disparo total. A grande maioria dos sistemas dispõe dessa função e ela te ajudará saber o que precisa ou não ser ajustado em sua newsletter para que ela seja agradável para maioria das pessoas.

5 referências para que você crie newsletter melhores!

Nada melhor do que boas referências para te trazer ainda mais inspirações. Confira algumas:

Behance: https://www.behance.net/

Deviant Art: http://www.deviantart.com/

Dribbble: https://dribbble.com/

Pinterest: https://br.pinterest.com/

Design Nerd: http://www.designerd.com.br/

Gostou das dicas e dos modelos de newsletter? Então confira mais essas 4 dicas de como criar uma Newsletter inesperada e deixe abaixo o seu comentário, recomendação ou dúvidas. Eu preciso delas pra poder melhorar! =D

Um abraço,

Avalie este artigo:
Modelos, erros e dicas de como criar uma newsletter no e-mail marketing
5 (100%) 8 votos

ATUALIZAÇÕES GRÁTIS

Cadastre-se abaixo para receber no seu e-mail artigos legais como este!

Gostou? Compartilhe:

Deixe seu comentário!