Email marketing: 7 erros graves que afetam os seus resultados

//Email marketing: 7 erros graves que afetam os seus resultados

Email marketing: 7 erros graves que afetam os seus resultados

Você escolheu a estratégia que é campeã de ROI, dona das taxas de conversão mais matadoras, capaz de atingir praticamente um terço da humanidade e ainda assim não teve resultado? Sim, isso é possível, e a culpa não é do método! Hoje nós vamos mostrar como você pode evitar 7 erros de email marketing que arruínam qualquer campanha.

Ficou curioso para saber quais são eles? Então não perca o post! Vamos explicar tudinho e mostrar como você pode transformar sua estratégia de e-mail marketing e conquistar um resultado campeão. Bora lá!

1. Assunto desinteressante

O e-mail marketing tem uma enorme vantagem quando comparado a outras opções de campanha, como as redes sociais, por isso ele não pode ser totalmente ignorado. Em um feed de notícias, o negócio é mais largado — a maioria das pessoas já aprendeu a simplesmente ignorar as propagandas e muitas vezes nem se lembra de quem anunciou o quê.

Já no e-mail isso não acontece porque o indivíduo precisa ter pelo menos o trabalho de apagar a sua mensagem, já que ela não vai desaparecer sozinha! Mas antes de enviar para a lixeira, sabe o que as pessoas fazem? Elas leem o assunto do e-mail e essa é a sua chance de fisgar o lead. Mas como você vai fazer isso com uma frase desinteressante, que não deixa o público curioso a respeito do conteúdo?

Então é aquela história: fuja de um dos erros de e-mail marketing como o uso de clichês e pense na sua linha de assunto com muito, mas muito cuidado. Leve essa arte a sério para aumentar as chances de o lead abrir a sua mensagem. Ela deve fazer ele pensar que precisa dar nem que seja uma espiadinha para matar a curiosidade.

Só tome cuidado com o click-bait. É que tem algumas pessoas que exageram tanto nesse assunto que fazem parecer que o conteúdo do e-mail é espetacular, fantástico, imperdível! Mas quando o lead abre… que decepção!

Então, faça um título criativo e irresistível, mas não deixe de complementar com um conteúdo verdadeiramente épico.

2. Conteúdo irrelevante para o seu público

E por falar nisso, chegamos ao coração do e-mail marketing (aliás, do marketing digital): o conteúdo. Ele precisa ser totalmente relevante para o seu público, fazendo ele sentir que valeu a pena ler cada linha da sua mensagem.

Mas você já ouviu aquela frase — “quem faz marketing pra todo mundo, não faz marketing pra ninguém”. Se não tinha ouvido ainda, anota aí e leia isso todos os dias. Então, o que é relevante para uns não é relevante para outros.

É por isso que não existe sucesso na estratégia de e-mail marketing sem uma boa segmentação de público. Os consumidores não são todos iguais. Eles têm necessidades e interesses diferentes e o conteúdo precisa ser planejado pensando nisso.

O e-mail marketing é efetivo? Sim! Ele tem uma alta taxa de conversão? Com certeza! Seu ROI é positivo? Muito! Mas para isso precisa fazer do jeito certo — criar campanhas segmentadas, direcionadas.

Para você ter uma ideia, essa segmentação é responsável por 77% do ROI de e-mail marketing. Além disso, 43% profissionais da área usam em média seis segmentos para a base de seus clientes.

3. Excesso de informação

Ninguém gosta de abrir um e-mail e encontrar um textão gigante ou milhares de opções para clicar, assinar, comprar e seja mais lá o que for. É preciso que o lead sinta que valeu a pena clicar naquela mensagem. Seja objetivo e vá direto ao ponto.

Então se a sua linha de assunto era uma pergunta, responda de forma interessante, mas objetiva. Se a intenção era mostrar as promoções de um e-commerce, não mande todos os produtos. Para não cometer erros de e-mail marketing, crie tópicos principais e faça deles um chamariz para o site.

Se o objetivo do e-mail é enviar uma newsletter, pense em uma opção mais curta. Selecione os três ou quatro assuntos bombásticos e invista neles para obter conversões. É como na moda: menos é mais!

4. Frequência de envio

A gente acredita que o lead vai precisar atravessar todo o funil de vendas e chegar à compra, certo? Seus e-mails vão fazer ele se tornar consciente de suas necessidades e, aos poucos, enxergar seu produto ou serviço como a solução. Mas para ele chegar nesse ponto, a regra número 1 é “nunca perca um lead no meio do caminho”. E como isso acontece? Quando ele clica no link para desinscrição. É uma tragédia!

Sabe o que faz as pessoas clicarem nesse link temível? Na maioria das vezes, é a quantidade de e-mails enviados. Afinal, é realmente um tormento quando a empresa manda um monte de mensagens.

O ideal é manter um equilíbrio — não ser tão ausente que a pessoa se esqueça da sua empresa nem tão presente que ela fique irritada com seus e-mails. Para descobrir a frequência ideal, você precisa fazer testes até chegar ao melhor resultado.



5. Falta de analisar dados

Dados são lindos, e relatórios também! Eles são essenciais para mensurar os resultados das campanhas e apontar o melhor caminho para atingir o seu público-alvo com as suas mensagens. Então não tem outro jeito: você precisa analisar os relatórios para descobrir o que dá mais resultado.

Isso vale para todos os aspectos da campanha — o tipo de conteúdo que o seu público gosta de ver, layout mais limpo ou mais trabalhado, linha de assunto com ou sem verbos no imperativo, dias e horários dos disparos e assim por diante.

No começo você vai precisar criar várias opções e fazer testes A/B. Depois de analisar os resultados é só adaptar a sua mensagem aos desejos do seu público e pronto: o esforço será menor e o sucesso muito maior!

6. Lista fria

Tem gente que compra listas com milhões de e-mails e acha que isso é fazer e-mail marketing. Nunca! Não adianta ter contato com um monte de gente que não está nem um pouco interessada no seu produto.

O que eles vão fazer é sinalizar o seu remetente como spam ou jogar suas mensagens diretamente na lixeira. Portanto, comprar lista de contatos é um dos principais erros de e-mail marketing e definitivamente não favorece o negócio ou as vendas.

Para ter resultados, cada empresa precisa ter sua própria base de contatos. Assim ela não perde tempo procurando uma agulha num palheiro. Em vez disso ela envia suas mensagens para leads relevantes, que demonstraram interesse preenchendo formulários no site, baixando e-books ou assinando a newsletter.

7. Falta de estratégia

Estudo do público-alvo, criação da arte, planejamento da campanha, gerenciamento de envios, análise dos resultados — e-mail marketing dá resultado, mas precisa de estratégia.

Para isso, sua empresa pode entregar essas tarefas nas mãos de especialistas. Aí você não precisa ficar batendo cabeça até encontrar o melhor caminho: enquanto eles aplicam estratégias infalíveis para garantir a performance, você pode se dedicar ao core business do negócio.

Quer entender como uma empresa especializada pode ajudá-lo a obter resultados com uma jornada de sucesso e evitar os erros de email marketing? Então não perca tempo! Converse agora mesmo com o time da @MediaPost. Aguardamos seu contato!

2019-02-25T12:05:06+00:00By |Resultados|2 Comentários

Sobre o Autor:

Analista de Sistemas formado pelo ISES, especialista em E-mail Marketing e criação de templates para e-mail. Criador e mantenedor do blog sobre e-mail marketing (www.emailmarketing.eti.br).

2 Comments

  1. roni 23 de março de 2018 em 22:34 - Responder

    muito interessante , todas as informações contida neste tutorial é de grande importância para o crescimento e o desenvolvimento de uma pequena empresa , parabéns por este rico conteúdo .

    • Felippe Bento 26 de março de 2018 em 10:41 - Responder

      Olá Roni, que bom que gostou.

      Fique a vontade de sugerir novos temas e trocar ideias sobre os outros assuntos do nosso blog.

      Abraços,

Deixar Um Comentário

Atendimento online