Adote uma “Persona” e melhore o relacionamento com seu público!

“Magiiina, vó, eu adorei as meias!”

Será que existe alguma senhora no mundo que jamais ouviu esta mentirinha?

Confesso que nunca entendi essa obsessão que as avós têm por pares de meias. E por que tentam empurrá-los — com a melhor das intenções, é claro — aos pobres netinhos.

Mistérios clássicos à parte, existe algo que pode ser concluído da história acima: essas avós não conhecem bem seus netos.

Ainda que imbuídas do mais nobre propósito, não conseguem agradar os pimpolhos.

“No meu tempo…”

No meu tempo

Você já imaginou que pode estar cometendo o mesmo equívoco que a turminha do bingo?

E que sua estratégia de marketing, elaborada com tanto suor e capricho, pode não “dialogar” bem com seu público?

Caro leitor, talvez seja a hora de perguntar…

Quem são os meus clientes?

Quem sao meus clientes

Até onde sei, conversar com uma pessoa é a melhor maneira de compreendê-la.

Portanto, fale com o seu público. Ligue para ele. Elabore, sozinho ou junto de sua equipe, uma pesquisa para, de fato, entendê-lo.

E antes que você venha com aquele papo de “estou sem tempo”, saiba que os questionários também podem ser enviados por e-mail (lembrando, é claro, que devem ser curtos e diretos, afinal o tempo do cliente é tão valioso quanto o seu).

O que eu preciso saber sobre meu público, afinal?

o que saber sobre meu publico

Descubra o que levou as pessoas a se tornarem — ou não — clientes da sua empresa. Arranque delas os motivos pelos quais escolheram — ou dispensaram — você.

Detalhe: é muito importante aplicar uma apuração transparente das informações captadas, incluindo não somente seus pontos positivos, mas os negativos também — estes, aliás, são ótimos indícios para seu progresso.

Logo, não restrinja sua pesquisa a clientes cativos. Contate também ex-clientes e leads que foram perdidas. Tome nota de todas as queixas, certo?

Em suma: conheça profundamente seu público, a ponto de saber o que pensa, quais são seus desejos e o tipo de temperamento que ele tem. 

Está gostando? Cadastre-se para receber mais postagens legais como esta!
Receba por e-mail atualizações do blog, novidades e ofertas.

Nome aos bois

Nome aos bois

Quando tiver a personalidade de seu cliente na ponta da língua, dê um nome a ele(a).

“Hã? Sério?!”

Sim! Rogério, Ademir, Vanessa, Gian (lindo este último, não?)… Qualquer um.

Basta escolher o nome que tenha a cara do seu cliente. Ao fazê-lo, e compartilhar suas características com cada setor da empresa, todos os colaboradores saberão com quem estão lidando. Olha que legal!

É muito mais fácil relacionar-se com alguém que tenha um nome e uma personalidade. E esta é a base do conceito de PERSONAS.

O que são “Personas”? Como vivem? Do que se alimentam?

O que sao personas

Uma persona — ou buyer persona, como eles dizem lá —, nada mais é do que a personificação de seu público. Trata-se de um método simples e eficaz de segmentação mercadológica.

Estabelecer personas, acredite, é algo vital para nortear as estratégias de marketing de sua empresa, pois, ao conhecer os objetivos e as limitações do público, sua comunicação torna-se assustadoramente mais assertiva.

Trabalhando com Personas

Trabalhando com personas

É imprescindível que toda a comunicação de sua empresa, do SAC ao design do site, converse diretamente com a persona identificada. Daí a importância de compartilhar suas características com os demais colaboradores da empresa.

Cada banner, flyer ou newsletter enviada deverá assumir uma linguagem adequada à esta persona.

Vejamos um exemplo: se a sua persona for o Lorenzo, um empresário cinquentão admirador de whiskies puro malte; o caráter de sua comunicação deverá ser elegante, sóbrio e com tipografia graúda (pois Lorenzo não gosta de espremer a vista para enxergar fontes minúsculas), entendeu?

Mais um: caso sua persona seja a Caroline, adolescente que frequenta o ensino médio, consumidora compulsiva de bijuterias e absolutamente maluca pelos garotos do One Direction (gosto não se discute…), sua empresa deverá dialogar com ela de maneira bem solta, amparada por emoticons, cores vibrantes e design moderno.

Ai, chefia. Dá pra resumir?

Pra resumir
Dá sim! Vamos lá:

1# Realize uma pesquisa junto de seu público;

2# Identifique suas características comuns;

3# Determine a personalidade de sua persona;

4# Dê um nome a ela;

5# Divulgue sua identidade (e atributos) para toda a empresa;

6# Assuma uma linguagem compatível à persona identificada;

7# Melhore a relação com seu público!

Dicas PERSONAlizadas!

Dicas PERSONAlizadas

• Elabore um questionário engenhoso para identificar personas, cujas respostas o levarão, de fato, a algum lugar.

• Não conte com amigos ou pessoas próximas para responder a pesquisa. Isso o induziria a resultados imprecisos. Procure sempre uma amostragem de clientes neutra.

• Facilite a vida dos entrevistados com questões de múltipla escolha. Mais uma vez: o tempo de seu cliente é valioso.

• Atenção redobrada ao design do seu site. Sua persona deve sentir-se plenamente confortável navegando nele, ok?

***

Bem, por hoje é só, pessoal!

Até a próxima!

Ajude-nos a melhorar o blog deixando suas críticas e sugestões abaixo. Teremos prazer em respondê-las.

Avalie este artigo:
Adote uma “Persona” e melhore o relacionamento com seu público!
5 (100%) 1 voto

ATUALIZAÇÕES GRÁTIS

Cadastre-se abaixo para receber no seu e-mail artigos legais como este!

Gostou? Compartilhe:

Deixe seu comentário!