O que você precisa saber para fazer uma produção de conteúdo perfeita para a web?

//O que você precisa saber para fazer uma produção de conteúdo perfeita para a web?

O que você precisa saber para fazer uma produção de conteúdo perfeita para a web?

Você quer se tornar um expert em produção de conteúdo para web? Então, você precisa ler este conteúdo até o final para pegar os macetes e começar a produzir de forma arrasadora. Acompanhe!

Princípio para um produção de conteúdo de ponta

O que é marketing de conteúdo?

Descubra o que é marketing de conteúdo.

É o processo de criar, publicar e promover conteúdos personalizados para seu cliente, com base na formação de um público fiel, por meio da criação e compartilhamento de conteúdo relevante.

Esses são os 5 tipos de conteúdo perfeitos para a web:

  • Blog posts (artigos)
  • E-books
  • Infográficos
  • Audiovisuais
  • Webinars

Canais mais utilizados para distribuí-los e por quê:

  • Blog, por ter um baixo custo de investimento.
  • Redes sociais, pois servem de apoio para o blog.
  • E-mail, desde que tenha uma base de contatos qualificada para criar um planejamento e estratégias de envios certeiros.

Quais são os conceitos básicos de Marketing de Conteúdo?

Veja quais são os conceitos do marketing de conteúdo.

A Persona

Tudo começa pela persona, personagem semi-fictício que retrata o comprador ideal e representa o target de uma empresa. Para definir uma persona são tiradas as características do público-alvo.

O que diferencia ambas é que público-alvo tem uma definição mais ampla, exemplo: “homens e mulheres de 30 a 40 anos, da classe A”; ao contrário da persona que é mais específica, exemplo: “Bárbara, tem 23 anos, é formada em publicidade e propaganda e gosta de ler e escrever. Atualmente, é analista de marketing e quer abrir um e-commerce e começar a usar o e-mail marketing para ter mais vendas.”

O Funil de vendas

Trata-se de um processo estratégico de acompanhamento e condução de possíveis clientes, desde o momento em que eles conhecem o conteúdo no blog ou nas redes sociais até a decisão de compra.

As etapas são:

  • Topo – 1º momento, quando a pessoa entra em contato com o blog/site e passa pela fase da descoberta de um problema e tem interesse em resolvê-lo.
  • Meio – 2º momento, ao qual após a descoberta e interesse em resolver o problema, a pessoa busca por soluções. Trata-se do estágio de consideração em entender o que ela precisa resolver e a intenção de começar a solucionar.
  • Fundo – 3º momento, quando a pessoa está quase 100% segura de como precisa resolver seu problema. É o ato em que ela faz uma avaliação e compara as possíveis saídas e entra no processo de decisão para escolher qual é a melhor.

O SEO

Relaciona-se à otimização para mecanismos de busca em um conjunto de ações e estratégias de marketing digital. Seu objetivo é aumentar o tráfego, melhorar o desempenho do site e trazer melhores resultados orgânicos no Google.

Para arrasar no SEO é preciso ter atenção à escolha da palavra-chave, relevância do conteúdo, link building e a experiência do usuário. Com essa 4 funções mecânicas bem ligadas e claro, um bom uso de copywriting e escrita você consegue ter bom proveito.

O Planejamento de conteúdo

É a hora de definir o objetivo, isto é, o que e quem o material quer alcançar e quais recursos serão utilizados para isso. No caso, no planejamento, o funil de vendas será o apoio que norteará o restante.

Vale lembrar que a proporção de conteúdo com base no funil precisa ser de 80/20, quer dizer, 80% dos conteúdos devem ser voltados aos interesses, dúvidas e necessidades da persona, isto se encontra na fase do topo. Já os 20% são para falar sobre a solução que sua empresa oferece, isto já fica alocado para o meio e fundo do funil.

Quais são os tipos de conteúdos indicados para cada etapa do funil de vendas?

Identifique cada estágio do funil de vendas.

Topo de funil

  • Blog posts
  • Redes sociais
  • Vídeos curtos
  • Infográficos

Meio de funil

  • Blog posts
  • E-books
  • Conteúdo exclusivo com formulários
  • Eventos

Fundo de funil

  • Páginas de produto no site
  • Estudos de caso, cases de sucesso, depoimentos.
  • Pesquisa de mercado, dados estatísticos.
  • Vídeo demonstrativos.

Como definir o tema e o título do seu conteúdo?

Veja como conseguir o melhor conteúdo.

Para definir o tema pense na pauta. Ela é o guia que permite cumprir o que foi pensado no planejamento da estratégia de conteúdo. Com relação ao título, você deve trabalhá-los entre 55 e 67 caracteres e usar gatilhos mentais para ativar o interesse, a dúvida ou a curiosidade no leitor.

 Procure usar os seguintes títulos:

  • Números e listas (Exemplo: “5 maneiras de vender mais por e-mail MKT”).
  • Palavras negativas (Exemplo: “Vai perder essa dica mesmo?”).
  • Adjetivos chamativos (Exemplo: “Look perfeito para você usar em uma festa!”).
  • Perguntas (Exemplo: “O quê?, Por quê?, Onde?, Como?, Quando?”).
  • Benefícios (Exemplo: “Aumente suas vendas com e-mail marketing”).
  • Senso de urgência (Exemplo: “Agora mesmo”, “Você precisa ver isto”).

Faça uma redação nota 10!

Redigir um texto não é simplesmente escrever tudo o que vier à mente, pelo ao contrário, quando falamos de produção de conteúdo perfeita para a web, nos referimos ao entendimento da pauta (pitch) que vai desde a persona, a linguagem, a relevância do conteúdo, o estágio do funil e o CTA.

E qual estrutura você deve seguir?

Saiba qual estrutura textual seguir para a criação dos seus conteúdos.

Com todas as informações bem fixas, pense na estruturação do seu conteúdo das seguintes maneiras:

  1. Introdução.
  2. Desenvolvimento em intertítulos, isto é, não deixar seu conteúdo escrito em texto corrido. Como você pode ver, eu dividi este artigo que você está lendo em vários intertítulos, para facilitar a sua leitura; e é exatamente isso o que você deve fazer em seu conteúdo. Percebe que não fica uma leitura cansativa, morosa.
  3. Conclusão.
  4. CTA.

 Depois de escrever, pare, descanse e depois REVISE!

Revise seu texto antes de publicá-lo.

Se você não tiver um revisor ou um copidesque para avaliar seus textos, faça você mesmo, mas evite no dia em que produziu o material. Nossa mente se acostuma com a escrita e por vezes, podemos deixar passar alguns erros que podem ser tanto grotescos como simples, e para um produtor de conteúdo, divulgar um material com a escrita errada é um tiro no pé.

 Explicando a diferença entre Revisor e Copidesque rapidamente:

O revisor de textos é aquele que cuida da adequação das normas gramaticais e ortográficas, corrige os erros de digitação, concordância e pontuação. Já o copidesque vai além da revisão. Ele tem a liberdade de modificar o artigo e adequá-lo às características do veículo em que o material será divulgado. Este profissional pode mudar a ordem das frases, a linguagem e a divisão dos parágrafos.

Entendeu a diferença? É bem simples, né? 🙂

Agora que você já sabe TUDO para fazer uma produção de conteúdo perfeita, que tal começar a praticar? Aproveite e aprenda “Como produzir conteúdos de E-mail Marketing assertivos para as PERSONAS certas” também.

Se houver dúvidas, deixe nos comentários que eu te respondo.

Abraços,

2019-02-08T12:12:24+00:00By |Dicas e truques|0 Comentários

Sobre o Autor:

Analista de Marketing na @MediaPost há 2 anos e Copywriter PRO pela SBCopy. Especialista em E-mail Marketing e Produção de Conteúdo para web, com conhecimento em SEO e social media. Trabalha focada em ajudar o cliente a aumentar seus resultados por meio de uma comunicação persuasiva e de alta performance.

Deixar Um Comentário

Atendimento online