Política de privacidade no e-commerce: aprenda como criar a sua

/, E-commerce/Política de privacidade no e-commerce: aprenda como criar a sua

Política de privacidade no e-commerce: aprenda como criar a sua

Sabe aquelas letras miúdas que todas as lojas virtuais têm, mas que quase ninguém dá a devida importância? Bom, elas correspondem à política de privacidade no e-commerce e fazem diferença no marketing de relacionamento.

Basicamente, a política de privacidade é um documento que traz as diretrizes a respeito de segurança dos dados, utilização das informações fornecidas, esclarecimentos sobre o cadastro e outros aspectos relevantes, deixando claro que o usuário está ciente de sua responsabilidade ao aceitar os termos.

Para que você entenda melhor este assunto, trouxemos um miniguia sobre a política de privacidade. Acompanhe a leitura!

Qual é a importância da política de privacidade no e-commerce?

Zelar pela privacidade dos dados do usuário que acessa a sua loja virtual é um dos pontos cruciais para que o seu negócio esteja em um bom caminho, afinal, é preciso gerar confiança nas pessoas para que elas possam avançar na jornada de compra.

Desenvolver esse esclarecimento minucioso cria transparência na relação entre a empresa e o usuário, o que fortalece a imagem da marca.

Por se tratar de um documento de cunho jurídico, é primordial que a política de privacidade seja redigida com base na legislação, até mesmo levando em conta a nova lei geral de proteção de dados.

Este documento precisa deixar claro como será o armazenamento dos dados e o que será feito com eles, além de dar a garantia de que a compra realizada no site é segura.

Quais são as diferenças entre a política de privacidade e os termos de uso?

Embora tenham um visual muito semelhante à política de privacidade, os termos de uso funcionam mais como um contrato propriamente dito, pois conferem informações das quais os clientes precisam ter ciência antes de efetuar uma compra.

De maneira geral, o termo de uso traz as regras a serem respeitadas pelo usuário ao utilizar o e-commerce, evitando, assim, possíveis reclamações futuras.

Tanto a política de privacidade quanto o termo de uso são de extrema relevância para estabelecer uma boa comunicação com o cliente e esclarecer pontos cruciais em sua experiência no site. Todavia, o primeiro trará informações sobre entrega, devolução, reembolso, pagamento, juros, frete e descontos, entre outros aspectos essenciais.

Sendo assim, enquanto um dá a garantia de que os dados dos clientes estão seguros e serão mantidos em sigilo para serem usados só pela empresa, o outro mostra quais são orientações básicas para que tudo transcorra na mais perfeita ordem.

Vale lembrar que ambos precisam conter informações claras, pois qualquer brecha nas condições e nos esclarecimentos apresentados pode gerar processos.

Quais são as principais dicas para criar uma política de privacidade de sucesso?

Agora que você já sabe um pouco mais a respeito da política de privacidade, sua importância e suas diferenças em relação aos termos de uso, a seguir, terá acesso às principais dicas para construir um documento que seja coerente e apresente as melhores informações possíveis.

Redija um texto objetivo

Sem copiar de outros sites, torne o texto mais compreensível possível para a sua audiência, pois termos excessivamente jurídicos tendem a cansar a leitura e as pessoas mais leigas acabam não entendendo ao certo o que a empresa quer dizer.

Tendo isso em vista, opte por uma linguagem que seja menos rebuscada e torne a explicação prática, visando o esclarecimento total das dúvidas acerca da segurança dos dados.

Separe a política de privacidade em seções, a fim de enaltecer cada tópico importante, sendo que prestar atenção aos detalhes é essencial para deixar o texto ainda mais rico em credibilidade.

Entenda que, ao colocar no site esse tipo de documento, você espera o consentimento do usuário; portanto, vale deixar opções de aceitação ou não da política.

Esclareça quais são as informações coletadas

É fundamental que você deixe claro o que será feito com os dados fornecidos no cadastro do e-commerce, em formulários de landing pages, newsletters e demais campos que pedem a inserção de alguma informação pessoal. Inclusive, oriente o público sobre possíveis contatos para oferecer promoções, campanhas especiais, boletins informativos e remarketing, entre outras estratégias.

Além disso, vale lembrar da política de cookies, que são os dados de navegação das pessoas que ficam armazenados nos dispositivos que utilizam e aos quais a empresa pode ter acesso. Essa transparência é necessária para deixar o cliente ciente de que o seu registro de atividades, as páginas acessadas e o tempo de visita serão monitorados para fins analíticos.

Explique questões técnicas

Além de traduzir o “juridiquês” para seu público, é imprescindível mostrar questões técnicas em relação ao armazenamento dos dados, ou seja, onde eles ficam, quais são utilizados e o que pode vir a ser compartilhado. Explique que as informações ficam hospedadas em um servidor e que esse procedimento traz maior segurança para os usuários.

Naturalmente, você precisa orientar as pessoas a respeito de sistemas de análise tais como o Google Analytics que podem ter acesso aos dados para mensurar resultados importantes para as estratégias de marketing.

Da mesma forma, toque no assunto da configuração do site, da proteção de dados financeiros e dos caminhos dos quais o usuário pode usufruir, até mesmo para que ele tenha a liberdade de comprar tranquilamente.

Deixe o acesso ao documento visível no site

O documento tem que ficar visível para o usuário em várias partes da loja virtual, dando a oportunidade da leitura do texto e de um possível descadastro. Explique que a política de privacidade pode ser remodelada de tempos em tempos, principalmente por questões de mudanças na lei ou novas estratégias usadas pela empresa, mas que o público será notificado a cada alteração.

Caso o seu negócio tenha como princípio o uso das redes sociais, é importante deixar o cliente a par dos botões de engajamento e avisar que muitas das informações relacionadas a isso podem ser usadas para levantamentos estatísticos e publicidade.

Além disso, com o propósito de esclarecer quaisquer dúvidas posteriores dos usuários, deixe à disposição os principais canais de comunicação da empresa.

Não se esqueça de revisar o texto, pois muitos erros gramaticais deixam a política de privacidade no e-commerce empobrecida e prejudicam a imagem da empresa. Também é importante lembrar de priorizar a transparência e credibilidade constantemente.

Que tal aprender um pouco mais sobre estratégias de vendas também? Aproveite a visita e descubra como anunciar novos produtos!

Sobre o Autor:

Formado em Marketing e pós-graduado em Comunicação Empresarial, é especialista em performance de Marketing Digital com foco em e-mail marketing.

Deixar Um Comentário

Atendimento online