Cache de imagens no Gmail – Como fica o Email Marketing?

Logo nos primeiros dias de dezembro o Gmail fez uma mudança que irá impactar diretamente as estatísticas em suas campanhas de e-mail marketing. Cache de imagens.

Tá certo, mas o que é cache?

Na computação, cache é um dispositivo onde são armazenadas informações para acesso rápido. Ele serve para melhorar a velocidade de acesso a um conteúdo.

Por exemplo, quando você acessa um site na web, uma cópia dele é armazenada no cache do seu navegador para que ele seja carregado mais rapidamente quando você tornar a acessá-lo.

O que o Gmail guarda no cache?

O conteúdo remoto da mensagem. No caso, as imagens.

Quando o usuário abre uma mensagem o Gmail automaticamente guarda uma cópia de todas as imagens do e-mail no cache.

O que isso implica no meu Email Marketing?

Aumento no número de aberturas únicas

Gmail cria cache de imagens – Veja o que isso implica no seu e-mail marketing-4

Para contabilizar uma abertura o usuário precisa, necessariamente, exibir as imagens. Atualmente, a maioria dos clientes de e-mail, como Yahoo! Mail, Outlook, etc., bloqueiam as imagens externas para que a privacidade do usuário seja preservada.

No Gmail as imagens ficam armazenadas no cache, e agora por padrão elas serão exibidas. Isso fará com que o número de aberturas únicas de usuários do Gmail aumente, pois ele não precisará clicar no link para exibir as imagens como antes. Veja um exemplo:

exibir imagens no gmail

Gmail não bloqueia mais imagens por padrão como antes

Nem todos os usuários já estão com esta opção habilitada, mas acreditamos que em uma ou duas semanas todos os usuários terão esta opção como padrão.

Em um post no blog oficial do Gmail (inglês) eles informam que a mudança foi criada para garantir a segurança do usuário, pois agora não será possível obter informações do usuário.

Redução no total de aberturas

Gmail cria cache de imagens – Veja o que isso implica no seu e-mail marketing-2

Uma técnica utilizada pelas empresas de e-mail marketing para contabilizar a abertura das mensagens é a inclusão de uma imagem pequena no corpo e quando o contato abre a mensagem, esta imagem dispara um aviso ao servidor informando uma abertura. Este processo se repete toda vez que o contato abre a mensagem.

Agora o Gmail guarda a imagem no cache e por conta disso o processo acima só acontece uma vez. Só na primeira abertura. Na segunda em diante a imagem exibida está no cache do Gmail e não mais no servidor onde são contabilizadas as aberturas.

Com isso, somente a primeira abertura é contabilizada.

Nos testes que realizamos esta semana isso ainda não acontece. Nosso sistema foi capaz de contabilizar todas as aberturas normalmente, mas isso pode mudar nos próximos dias. Iremos acompanhar.

Inconsistência na origem da abertura

Gmail cria cache de imagens – Veja o que isso implica no seu e-mail marketing-3

Além de contabilizar as aberturas, ao carregar a imagem o IP de origem é capturado e com ele informações como, País, Estado e Cidade.

Agora, como é o servidor do Gmail que acessa as imagens para gravá-las no cache, o IP de acesso será sempre os de seus servidores e não mais os da conexão de internet do usuário.

Em nossos testes, as aberturas do Gmail vieram da cidade Mountain View – CA nos Estados Unidos, onde ficam localizados os servidores centrais da Google.

 

Por que a Google fez isso?

No blog oficial do Gmail não tem nenhuma informação afirmando isso, mas acreditamos que esta mudança surgiu por dois motivos: Privacidade do usuário e Desempenho.

  • Privacidade do usuário

Com o IP de origem da abertura é possível obter informações sobre o perfil do contato, como cidade, estado, país, navegador, versão, etc. e agora não será mais possível obter estas informações sobre o usuário.

  • Desempenho

Com as imagens em cache, o carregamento da mensagem se torna muito mais rápido para o usuário, mesmo que ele não perceba isso. As imagens só serão carregadas uma vez no servidor de origem e as demais serão dos servidores do Gmail, o que reduz o tempo de download.

Conclusão

Mesmo que esta mudança traga benefícios para os usuários do Gmail, ela fará com que os analistas de marketing tenham mais dificuldades em mensurar os resultados de suas campanhas de e-mail marketing.

Bom, pelo menos as aberturas únicas serão contabilizadas normalmente.

Avalie este artigo:
Cache de imagens no Gmail – Como fica o Email Marketing?
5 (100%) 3 votos

ATUALIZAÇÕES GRÁTIS

Cadastre-se abaixo para receber no seu e-mail artigos legais como este!

Gostou? Compartilhe:

Deixe seu comentário!