Aprenda como usar o storytelling no e-mail marketing

Você sabe como usar storytelling no e-mail marketing? O e-mail marketing é uma importante ferramenta para vender mais. Porém, mesmo assim, um dos principais desafios é fazer com que ele seja mais atraente e converta melhor. Isso porque as nossas caixas de entrada são bombardeadas com promoções e demais campanhas diariamente. Ser o diferencial em meio a tantos outros que estão fazendo o mesmo é o ponto.

Como alternativa, algumas empresas já têm empregado o storytelling no e-mail marketing. Essa estratégia é mais envolvente e consegue conduzir o leitor a tomar a decisão de compra quanto ao seu produto. Quer conhecer melhor essa prática? Então leia este conteúdo até o final e entenda por que essa é uma das tendências para o e-mail marketing. Boa leitura!

O que é storytelling?

Storytelling significa narrativa. Isso nos faz entender que se trata de contar uma história ou narrar um fato. Desde nossos antepassados, essa prática é utilizada para ensinar e orientar crianças ou, até mesmo, adultos, pelas passagens na Bíblia.

Isso significa que não se trata de algo que foi inventado agora. É uma rotina na vida de todos desde sempre. Essa prática foi adaptada para o Marketing Digital, a fim de aperfeiçoar a jornada do cliente do interesse até a efetiva aquisição de um produto.

A estratégia resume-se a contar uma história envolvente, que esteja relacionada ou que conte a experiência de algum indivíduo comum com o seu produto, por exemplo.

Como aplicar o storytelling no e-mail marketing?

Para ter sucesso na aplicação dessa estratégia, é necessário conhecer muito as personas do seu produto e entender suas principais dores. Assim, vai ser fácil retratar uma história envolvente e que vai mostrar uma solução direta ao seu cliente. Não basta ter um bom caso. É necessário que o destinatário se interesse pelo que você tem a contar. Para que isso ocorra, são necessários ingredientes básicos.

Como solucionar um problema com essa ferramenta?

Como dissemos, é necessário conhecer bem as dores do cliente. Assim, conseguimos criar uma história que vai relatar uma trajetória compatível. O personagem principal precisa passar pelos mesmos desafios e dificuldades, mas precisa encontrar a solução. Ao fim, reforce o quanto o seu produto foi decisivo para solucionar o problema do herói.

Convença o público

Ao inserir o papel do herói da história, mesmo que haja adaptações, é importante dar a devida proporção aos resultados que o seu produto proporcionou a esse personagem. Caso contrário, poderá não convencer o público ou causar expectativas a serem frustradas.

Separe em frameworks

Da mesma forma que uma novela ou um livro tem seus capítulos, é indicado que os storytellings também sejam estrategicamente divididos. Faça isso de forma inteligente, para que o cliente seja conduzido a acompanhar as “cenas do próximo capítulo”.

Atraia as pessoas

Como estamos falando de uma prática de e-mail marketing, precisamos reforçar que o cliente precisa sentir-se atraído pelo assunto e pelo remetente personalizado no seu e-mail. Ou, então, ele irá apenas direcioná-lo para a lixeira. Escolha o ápice daquele framework e faça um assunto instigante. Aguce a criatividade do seu consumidor em ler o que aconteceu naquele “episódio”.

Ofereça algo útil

Mais do que oferecer o seu produto por meio da storytelling, você precisa repassar algo relevante e que, de fato, vai mudar a vida do leitor. Não adianta apenas contar uma história para vender. Apresente-se, mostre ao público por que ele deve ouvir sua história e cumpra com as expectativas.

Escolha o sentimento que quer despertar

É fundamental definir o que deseja causar nos leitores em cada etapa da história. Somente assim, é possível identificar a melhor forma de envolvê-lo. O que significa acertar no assunto, nas palavras e no jeito de se comunicar. É preciso causar o sentimento planejado para que o destinatário sinta-se motivado a continuar acompanhando a história até se convencer a tornar-se um cliente.

Como usar a jornada do herói?

Como falamos, será necessário fazer uma divisão estratégica do conteúdo em frameworks ou capítulos. Para isso, leve em consideração a jornada do herói. Por ela, é mais simples saber como dividir sua história. Veja como fazer.

Partida

Aqui, é quando o herói é convidado para algo novo e, por medo e desconhecimento, acaba recusando. Ao fim dessa primeira etapa da jornada, é preciso oferecer uma segunda oportunidade para que ele mude de ideia e repense sobre essa solução.

Iniciação

É quando o herói aceita o novo e passa por uma fase de provações. Um momento de dificuldades que retrata problemas e falhas do cotidiano. Situações que podem colocar o personagem entre o sucesso e o fracasso, até que ele consiga sobressair, alcançar o novo patamar e estar pronto para o novo.

Retorno

Agora já purificado, esse mesmo herói se recusa a retornar ao estágio anterior. A partir de agora, ele está em outro patamar: mais sábio, seguro e experiente. Não é mais a mesma pessoa e está pronto para ajudar a construir um novo mundo, em que o resto das pessoas também possa ter as vivências ricas pelas quais ele passou.

Quais são as vantagens de usar o storytelling no e-mail marketing?

O storytelling é um jeito diferente de se comunicar e envolver leitores com a sua marca. É uma forma de conquistar estas três coisas com apenas uma estratégia:

  • atrair pessoas;
  • ensiná-las sobre sua marca e produtos; 
  • converter mais.

O storytelling consegue alcançar os leitores de uma forma que nenhuma outra estratégia conseguiria. Isso porque é possível que ele solucione seus problemas cotidianos a partir da reflexão acerca do que o herói está passando ao longo da história.

Podemos concluir que o storytelling no e-mail marketing é uma forma de comover o leitor, contando a ele a sua própria história e mostrando alternativas e soluções para os problemas mais desafiadores. Um jeito casual de demonstrar o quanto é possível solucionar questões antes consideradas complexas.

Para que isso seja possível, é extremamente necessário realizar análises aprofundadas, com testes e constatações sobre quais são os reais problemas enfrentados pelos seus clientes. Desse modo, torna-se possível solucionar a dor do consumidor, alcançar resultados significativos com a estratégia e vender mais.

E você, o que acha sobre usar o storytelling no e-mail marketing? Compartilhe sua opinião conosco nos comentários! Vamos discutir o assunto!

Avalie este artigo:
Aprenda como usar o storytelling no e-mail marketing
5 (100%) 1 voto

ATUALIZAÇÕES GRÁTIS

Cadastre-se abaixo para receber no seu e-mail artigos legais como este!

Gostou? Compartilhe:

Deixe seu comentário!

Atendimento online