O que minha alergia a camarão tem a ver com teste A/B?

Você deve estar se perguntando o que tem a ver minha alergia a camarão com teste A/B, né? Depois que eu te explicar essa alusão que fiz ficará mais claro na sua mente.

Demorei pra fazer o teste A/B, mas fiz

Passei anos sendo motivo de chacota por não comer camarão. Quando era mais novo, comia sem nenhum problema, mas após ter engasgado com a casca do crustáceo por algumas horas criei uma verdadeira aversão ao mesmo.

Porém, por muito tempo nunca comprovei essa hipótese. Sempre achei que fosse esse tal trauma de infância que me causava angústia, ânsia de vômito e coceira ao comer a iguaria. Ou seja, “frescura”.

Depois de velho, com a hipótese de mais uma alergia, dessa vez na mão, minha dermatologista solicitou que fizesse um exame alérgico, que descobri ser o segundo pior depois do mapa (para o coração).

Afinal, já tinha passado por outros médicos e visto que outras possibilidades, como pele ressecada ou fungo, não eram a razão da minha mão estar em frangalhos.

E não é que eu tive que fazer outro teste?

Lá fui eu fazer o maldito exame, que recomenda-se fazer no inverno, pois você tem que ficar uma semana com 41 substâncias coladas nas costas sem suar e sem molhar o local, ou seja, chato. Enfim, tudo para descobrir o problema.

Logo de cara, me chamou atenção o fato da médica aplicar entre uma das substâncias, o controle, uma substância que já tem um resultado esperado, que no caso era causar uma reação alérgica. Assim como nesse teste, em um teste AB/ de e-mail testamos uma hipótese versus outra, sendo que uma já tem um resultado esperado ou conhecido.

Outro fato interessante é que apesar da médica fazer um teste preliminar que tem um resultado instantâneo, o teste mais robusto demora 7 dias para o diagnóstico “final”. Então, é necessário “rodar” o teste por mais tempo para se chegar a uma conclusão mais contundente sobre o assunto .

Isso normalmente também é necessário na realização de um teste por e-mail. Muitas vezes você tem que fazer o mesmo teste mais de uma vez para que se chegue a um resultado estatisticamente relevante.

Está gostando? Cadastre-se para receber mais postagens legais como esta!
Receba por e-mail atualizações do blog, novidades e ofertas.

Testar é importante, pois não causa achismos!

O método científico em ambos os casos dá um norte muito mais confiável do que o achismo alheio. Aliás, essa é uma das coisas mais fascinantes para um profissional da Geração X, que veio do offline. No marketing online você tem dados muito mais à mão para mensurar, responder perguntas e argumentar de forma eficaz.

Então, na próxima vez que você se pegar divagando com os colegas de trabalho sobre o que cada um acha sobre determinada hipótese, que tal aplicar um teste A/B básico para chegar a uma conclusão mais assertiva em vez de achar que modificar algo é frescura?

Quer saber mais sobre o assunto? Leia esse artigo Aumente os resultados do seu e-mail marketing fazendo teste A/B” para complementar seu conhecimento sobre o tema! 😉

Qualquer dúvida, só falar.

kiss ted

Avalie este artigo:
O que minha alergia a camarão tem a ver com teste A/B?
5 (100%) 2 votos

ATUALIZAÇÕES GRÁTIS

Cadastre-se abaixo para receber no seu e-mail artigos legais como este!

Gostou? Compartilhe:

Deixe seu comentário!