Responsive way or the Highway – Designs Responsivos

Houve um tempo em que a grande preocupação de um web designer — além de produzir animações “infames” — se resumia a construir sites que funcionassem no Internet Explorer, emoldurando seu conteúdo dentro de uma proporção rígida de, no máximo, 800 por 600 pixels.

Uma verdadeira época de rosas e vida mansa para a classe!

Contudo, meus amigos, com o advento dos mobiles e Smart TVs, esta “moleza” acabou.

Hoje temos TVs de 50 polegadas acessando internet, celulares conectados com telas de 2 a 5 polegadas e tablets com visores enormes. Sem mencionar os próprios computadores desktop, que hoje vêm com monitores de dimensões colossais.

Meu avô costuma dizer: “Na Terra das Revoluções, uns enxergam dificuldades, outros, oportunidades.”.

Em momentos de profundas transformações, como as que vivenciamos no âmbito digital, é pertinente dizer que, aqueles que não se adaptam, tendem a ser ignorados.

A nova menina dos olhos do universo virtual chama-se: RESPONSIVIDADE.

Como o próprio termo sugere, trata-se da capacidade de adaptação que uma interface gráfica tem perante as inúmeras possibilidades de monitores e navegadores disponíveis no mercado.

Infelizmente, prezados leitores, a elaboração de um site com design responsivo — eu não vou mentir — não é algo simples como devorar um mamão com açúcar com vista para o mar, pois envolve um sério processo de sintetização, em que alguns conteúdos digitais devem ser priorizados, enquanto outros, descartados.

Acontece que, de fato, sites com designs responsivos são mais populares, gerando uma experiência de navegação mais fluida para os usuários e, consequentemente, mais conversões.

A mesma lógica pode ser transferida para o segmento de e-mails marketing, visto que, bem como os websites, também tem de proporcionar uma interação amigável para os usuários de mobile.

miolo

Se você também pensa assim, sugiro que tente “digerir” os dados abaixo:

  • O Brasil está entre os 05 maiores mercados potenciais de mobile.
    (fonte: e-commerce School)
  • 66% dos usuários fazem compras pelo celular, pelo menos, uma vez ao mês.
     (fonte: Google)

E o argumento definitivo (rufem os tambores…):

  • 30% das aberturas de e-mail marketing já são realizadas via mobile!
    (fonte: EMMBrasil)

miolo2

É mole ou quer mais?

O Mobile representa uma profunda mudança sociológica em como as pessoas se relacionam com o mundo físico e digital. Aqueles que compreenderem isso antes terão mais sucesso.

Bem, até a próxima!

Avalie este artigo:
Avalie este artigo

ATUALIZAÇÕES GRÁTIS

Cadastre-se abaixo para receber no seu e-mail artigos legais como este!

Gostou? Compartilhe:

Deixe seu comentário!