Boas práticas no e-mail marketing que fazem a diferença

Boas práticas no e-mail marketing que fazem a diferença

As boas práticas que aumentam os índices com a reputação, engajamento, entregabilidade e ROI das ações. São elas:

Aquisição

Boas listas começam com aquisição de qualidade. Algumas dicas para formar uma boa base de e-mails são: usar doble opt-in e sempre verificar as informações cadastradas pelos usuários com rotinas de verificação de sintaxe e confirmação da existência do domínio. Pedir para o internauta digitar duas vezes o e-mail pode reduzir bastante a quantidade de erros.

Higienização

A limpeza precisa ser frequente. Segundo pesquisas, nos Estados Unidos de 30% a 35% das pessoas trocam seu e-mail anualmente. Vale lembrar que e-mail inativos geram custos desnecessários e reduzem reputação. O correto é definir regras para inativação de bounces temporários. Criar campanhas de reengajamento e reativação também podem ser uma boa idéia.

Dados comportamentais

Armazenar os dados das interações dos destinatários com as campanhas permite realizar novas ações mais relevantes. Os perfis coletados facilitam a classificação da lista em cluster para futuras segmentações e proporcionam maior engajamento.

Segmentação e Personalização

Ações segmentadas propiciam comunicação mais relevantes. Vale lembrar que a reputação é diretamente proporcional à relevância. O mesmo pode-se dizer quanto à personalização, que deve ser feita com atributos relevantes das listas.

Listas de descadastramento

Devem existir e ser respeitadas. Envio de mensagens para destinatário que solititaram o descadastramento é extremamente prejudicial à imagem da empresa. Essas listas devem ser consolidadas e centralizadas, inclusive com opção para o usuário fazer o opt-out seletivo.

Revista Marketing Direto – Março/2011

Avalie este artigo:
Avalie este artigo

ATUALIZAÇÕES GRÁTIS

Cadastre-se abaixo para receber no seu e-mail artigos legais como este!

Gostou? Compartilhe:

Deixe seu comentário!