5 grandes tendências do mercado imobiliário para os próximos anos

/, Segmento imobiliário/5 grandes tendências do mercado imobiliário para os próximos anos

5 grandes tendências do mercado imobiliário para os próximos anos

O setor de imóveis é um ramo que está em constante evolução, tendo em vista que precisa estar em sintonia com as demandas dos clientes e igualmente com os anseios da sociedade como um todo. Sendo assim, conhecer as grandes tendências do mercado imobiliário para os próximos anos pode ser muito interessante.

Existem mudanças importantes sendo incorporadas por esse segmento para proporcionar não apenas mais possibilidades de negociações de sucesso mas também trazer mais qualidade de vida para o público. Leia o conteúdo a seguir e confira o que nos espera em um futuro próximo!

1. Maior otimização do marketing

Uma das grandes tendências do mercado imobiliário para os próximos anos é a adoção de novas maneiras de incorporar e incrementar o marketing para uma melhor atração de clientes. Existem diversas formas de fazer isso e uma das mais tangíveis é o uso de aparatos tecnológicos para oferecer uma melhor experiência.

O tour virtual, por exemplo, é uma opção muito útil. Por meio de tecnologias 3D e com o uso de imagens de alta definição, é possível mostrar em tempo real todos os detalhes de uma casa ou apartamento para uma pessoa que está em outro local e que pode escolher o que deseja observar, mesmo de outra cidade, país ou continente.

Dessa maneira, basta que o cliente tenha uma conexão com a internet ou com um dispositivo, que pode até ser mobile, para verificar se um imóvel atende às suas expectativas. Isso economiza tempo e dinheiro gasto com deslocamentos, além de dispensar a criação de uma unidade decorada, já que o projeto pode ser todo virtual.

2. Queda na inflação

Sabemos que a inflação elevada é um dos grandes inimigos do mercado de imóveis, afinal, ninguém quer fazer um investimento de grande porte ou realizar um financiamento com insegurança sobre o valor das parcelas no futuro. Isso mina a confiança do consumidor e, como consequência, o número de vendas decai.

No entanto, as boas perspectivas para a economia do país mostram também uma forte tendência para que esse indicador caia e, dependendo do cenário, fique até mesmo abaixo das metas que foram estipuladas anteriormente para o ano de 2019, reforçando uma conjuntura que promete ser favorável para os mais variados segmentos.

Sendo assim, a construção civil e as incorporadoras tendem a atrair investidores que, por sua vez, contribuirão para o lançamento de novos empreendimentos imobiliários. Isso, em médio e longo prazo, se traduzirá em maior competitividade, tornando possível conseguir melhores condições e taxas de juros um pouco mais atrativas.

3. Aumento nas vendas

Com o cenário que descrevemos para a inflação e as excelentes perspectivas para o cenário econômico do Brasil para os próximos anos, haverá um aumento nas vendas. Esse é um momento para os corretores e as imobiliárias dobrarem seus esforços de atração, visando conquistar os consumidores mais otimistas.

A manutenção de valores baixos para a taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia), que norteia a maioria das operações de crédito do Brasil, também deve ser uma notícia com impacto positivo direto na oferta de crédito imobiliário, permitindo a obtenção de financiamentos com juros menores.

Diante de todo esse prognóstico de recuperação econômica, a palavra crise já está ficando para trás. A confiança dos compradores está voltando, reforçando a ideia de adquirir uma casa própria, que proporcione a criação de patrimônio, elimine os gastos com aluguel e traga mais qualidade de vida para a família.

4. Compra de imóveis em conjunto

Você talvez ainda não saiba o que significa o termo “cohousing”, então tenha em mente que essa é uma das grandes tendências do mercado imobiliário para os próximos anos. Trata-se, em português, de coabitar uma propriedade, ou seja, nada mais é do que dividir um imóvel com outras pessoas, mesmo que não sejam familiares.

Em diversos países da Europa e nos EUA essa é uma situação comum há tempos, visto que os jovens costumam sair mais cedo de casa e, naturalmente, não conseguem manter uma propriedade com seus salários. No Brasil, isso é mais uma resposta ao aumento da densidade demográfica das grandes cidades e à elevação do valor da locação.

Sendo assim, minimizar espaços e aproveitá-los ao máximo tornou-se imprescindível. O compartilhamento de uma casa ou apartamento tende a ser parte do cotidiano nas áreas urbanas com a finalidade de unir pessoas que possuem necessidades parecidas e demandas similares em um mesmo momento.

Essa é uma ótima opção, por exemplo, para solteiros, jovens casais, universitários e empreendedores, sobretudo no início da vida profissional, que precisam viver em regiões mais centrais e próximas do trabalho. É a escolha ideal para quem não quer desembolsar quantias muito significativas para manter uma habitação particular.

5. Uso de e-mail marketing

Não é novidade para ninguém que o mundo está cada vez mais digital, e profissionais que não se adequarem a essa realidade para promover suas campanhas terão alguma dificuldade em competir com os concorrentes, seja qual for o seu ramo. Quando pensamos no mercado imobiliário, essa realidade é ainda mais necessária.

Com isso, o uso de e-mail marketing também é uma das grandes tendências para os próximos anos. É uma maneira experimentada e muito bem aceita pelos clientes de receber informações e anúncios, que une a praticidade do universo online, mas não tem a mesma informalidade que as  redes sociais, por exemplo.

Com um bom mailing, é possível compartilhar novidades em tempo real, enviar propagandas segmentadas e relevantes, além de encaminhar dados e informações sobre qualquer unidade, como localização, tamanho, tipo de estrutura, materiais de acabamento, vizinhança, metragem e, logicamente, o seu preço.

Como você pôde notar, uma boa parte das grandes tendências do mercado imobiliário para os próximos anos já começa a ser vista. Os profissionais e as empresas de ponta estão incorporando essas estratégias em suas ações como uma maneira de se diferenciar da concorrência e atrair mais clientes.

Gostou de conhecer as grandes tendências do mercado imobiliário para os próximos anos? Então divida essas informações e compartilhe livremente este conteúdo em suas redes sociais!

Sobre o Autor:

Coordenador de Marketing na empresa @MediaPost, atua na área desde 2013. Formado em Marketing e especialista em performance de Marketing Digital.

Deixar Um Comentário

Atendimento online