A importância do funil de vendas no email marketing: planejar para vender mais.

Aos poucos, aquela ideia de que o email marketing não funciona está acabando. As pessoas estão reconhecendo que esta ferramenta é uma das mais rentáveis e poderosas para se comunicar com os clientes e vender mais.

Entretanto, algumas empresas ainda caem no erro de colocar suas apostas somente nas redes sociais para propagar sua marca, produto ou serviço, pois acreditam que não há outra maneira de vender mais senão por meio delas, sendo que essa é uma aposta que nem sempre garante o retorno almejado. 

O segredo para o sucesso está em criar um bom planejamento de conteúdo para email marketing, fisgar o cliente e fazê-lo tomar uma determinada ação. 😉

O email marketing é bom pra vender sim, vai por mim!

Segundo uma pesquisa realizada pela McKinsey & Company, um email marketing é 40 vezes mais efetivo para aquisição de novos clientes do que as redes sociais. A vantagem é que ele entrega o seu conteúdo para toda a sua lista de contatos, sem que haja alteração ou influência externa.

Porém, vale lembrar que por mais positivo que isso seja, é necessário saber utilizar essa ferramenta de acordo com as boas práticas de envio. Muitas empresas e empreendedores, por descuido, enchem a caixa de email de seus contatos com promoções, mas mal sabem que essa prática prejudica sua reputação com os servidores de emails, e faz com que os clientes da sua base queiram se descadastrar ou, então, marcar sua mensagem como Spam.

Por isso, antes de enviar emails a torto e a direito, se você quer conquistar leads e convertê-los em clientes ou firmar um bom relacionamento, pense no planejamento do funil de vendas.

Combinado? 😉

Planejar o funil de vendas? Heeeein?!

Isso mesmo, o planejamento faz parte de uma boa campanha de email marketing e do sucesso que ela pode ter. Para isso, você precisa conhecer seu público, entender o que ele precisa e, então, oferecer o seu produto ou serviço para solucionar o problema. Ah! não se esqueça de estabelecer um objetivo. 😉

Definido o objetivo, comece a pensar nas etapas do funil de vendas e na jornada que o cliente percorrerá até chegar no final funil e converter. Para te ajudar com isso, saiba como elaborar estrategicamente as fases:

1º TOPO: descoberta e aprendizado

O topo determina como você vai orientar a produção do seu conteúdo de email marketing, com base na estratégia e no conhecimento que você tem sobre o seu cliente, isto é, o seu problema e a solução ou oportunidade que você vai oferecer a ele.

Ex.: “Maria quer começar a vender seus produtos de beleza por e-mail, por isso, ela começa a procurar meios de como aprender a usar o email marketing.”

Neste caso, recomenda-se que você envie materiais, como: blog posts, e-Books básicos, tutoriais e vídeos que ensinem e solucionem o problema do cliente. 😉

Aqui vão 3 artigos para te ajudar a ter insights nessa etapa:

1) O que você precisa saber para enviar suas campanhas de email marketing.

2) Como promover um Marketing de Conteúdo incrível para sua empresa.

3) Confira as 5 melhores dicas de email marketing para vender mais.

2º MEIO: consideração

Já que você identificou o que o cliente precisa, é hora de dar a ele materiais ricos, a fim de fazê-lo entender como resolver o seu problema ou, então, qual oportunidade ele precisa aproveitar.

Ex.: “Maria descobriu que para aprender a usar o email marketing, ela precisa de uma boa ferramenta para envio e seguir as boas práticas.”

Nesta fase, é interessante você alimentar ainda mais o conhecimento do seu cliente, oferecendo: webinars, e-Books mais explicativos e Guias.

Veja alguns exemplos:

O ideal é que ao produzir um conteúdo para o funil de vendas, você concentre a informação em 80% nesta primeira etapa e 20% na segunda e terceira do funil.


3° FUNDO: decisão de compra

Com a estratégia estabelecida e os métodos escolhidos para aproximar mais o cliente da solução que ele precisa, esta é a fase que ele irá decidir qual produto ou serviço vai escolher para adquirir.

Ex.: “Maria já pesquisou e encontrou um curso que vai lhe ensinar a Entender Email Marketing. Agora ela só precisa escolher a ferramenta para fazer seus envios.”

4º CONVERSÃO: ação

Aqui é a fase em que o cliente age da maneira que nós tanto esperamos que é o ato de comprar o que nós oferecemos a ele.

Ex.: “Maria comprou o curso Entenda Email Marketing da @MediaPost para solucionar o seu problema, e irá aprender como ser Expert no assunto para alavancar suas vendas por email.”

Agora que você já sabe como criar um bom planejamento de funil de vendas, que tal aprender a trabalhar com as principais métricas de email marketing, através do e-Book: “Abertura, clique, devolução e opt-out.”? Baixe agora.

Avalie este artigo:
A importância do funil de vendas no email marketing: planejar para vender mais.
5 (100%) 1 voto

ATUALIZAÇÕES GRÁTIS

Cadastre-se abaixo para receber no seu e-mail artigos legais como este!

Gostou? Compartilhe:

Deixe seu comentário!