32% dos americanos admitem usar Wi-Fi do vizinho

32% dos americanos admitem usar Wi-Fi do vizinho

Segundo uma pesquisa publicada no jornal USA Today, cerca de 32% dos americanos admitiram usar a conexão Wi-Fi de um vizinho sem que ele saiba disso. O número é quase o dobro dos 18% que disseram usar a internet alheia em pesquisa realizada em 2008.

De acordo com a Wi-Fi Alliance, grupo que encomendou o estudo, muitos usuários não tomam as medidas de segurança necessárias em suas redes Wi-Fi. O jornal lembra que um vizinho intrometido poderia usar um software para monitorar outros usuários da mesma conexão.

E softwares deste tipo existem à disposição na internet, como o Firesheep, uma extensão para Firefox que já foi baixada mais de 1 milhão vezes desde o ano passado. “Com o Firesheep, quase qualquer um pode hackear o Facebook, o Twitter e outras contas alheias”, disse Randy Abramns, diretor de educação técnica na empresa produtora de antivírus ESET. “Quase qualquer um pode ter a habilidade de usar o Firesheep, ou software semelhante, e se tornar um vizinho intrometido”, acrescentou, citado pelo USA Today.

Os usuários podem repelir esse tipo de vizinho, tomando alguns cuidados ao configurar a rede wireless – mas, como o cinto de segurança em um carro, elas só protegem se forem usadas. No caso de redes Wi-Fi públicas, segundo a reportagem, elas tendem a passar uma falsa impressão de segurança. No entanto, com o uso de ferramentas como o Firesheep hackers podem roubar senhas e logins de usuários desavisados.

Com informações de terra

Avalie este artigo:
Avalie este artigo

ATUALIZAÇÕES GRÁTIS

Cadastre-se abaixo para receber no seu e-mail artigos legais como este!

Gostou? Compartilhe:

Deixe seu comentário!